Seja Bem-Vindo
 
Novo Hamburgo - Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Psicóloga Márcia Copetti
Márcia Copetti
Particular e Convênios

CRP-07/13277
Novo Hamburgo

____________________







Quando procurar um tratamento psicológico?
Quando se está insatisfeito com a qualidade emocional e com o andamento de sua vida, ou não está conseguindo superar sozinho algum sofrimento, a procura por um tratamento psicoterápico é aconselhado.

Dependendo das circunstâncias e dos problemas, nem sempre é imperativo que a pessoa faça uma terapia, contudo, mesmo não se configurando uma doença emocional, o tratamento psicológico traz expressivos benefícios, pois a psicoterapia é um processo que amplia a noção que o
Ansiedade
sujeito tem de si e do mundo ao seu redor, proporciona ao sujeito admitir suas potencialidades e limitações, alivia sofrimento, promove crescimento e desenvolvimento pessoal, melhora as relações afetivas, ampliando a qualidade de vida do indivíduo de forma global.

Muitas vezes, a pessoa é “empurrada” à terapia contra sua vontade, podendo estar discrente do tratamento, pois fora ameaçada, no sentido de procurá-lo ou sofrer conseqüências graves (separação e abandono são ameaças comuns). Por isso, nesses casos, é preciso motivar o sujeito quanto aos benefícios da terapia. Outros têm medo de se tornarem “outras pessoas”, têm medo do “novo”, pois estão acostumados, mesmo que pareça paradoxal, com suas angústias e seus sofrimentos, e temem a mudança gerada pelo tratamento psicológico, já que reconhecem-na como desconhecida e assustadora, “optando” pelo desconforto de seus problemas.

Nossas emoções e comportamentos são influenciados pela maneira de como percebemos e interpretamos os eventos. Quando nossos pensamentos e crenças a respeito dos acontecimentos estão freqüentemente distorcidos, a tendência é ocorrer sofrimento e/ou distúrbios psicológicos. A terapia cognitivo-comportamental visa alterar essas interpretações errôneas que prejudicam a vida do sujeito, promovendo mudanças significativas, elevando a auto-estima e a aceitação pessoal, educando a ter uma visão mais apurada dos problemas e condições mais realistas para enfrentá-los, determinando emoções e comportamentos mais assertivos.


Atendimento Psicológico Domiciliar
___________________
Ver toda a notícia
___________________
O importe é manter a Cuca Fresca
Artigo sobre Fumar
___________________

Márcia Copetti - Todos os direitos reservados